O padrão de beleza é midiático

O Padrão de Beleza é midiático


Quem disse?

Qual foi o dia em que você foi na rua e as pessoas disseram que você era feio ou bonito?

Há vários dias, creio.

Mas percebe que os mesmo que julgam; ou seja, nós.

Não acreditamos e reclamos desse padrão de beleza imposto pela sociedade, mas mesmo assim nós dobramos a ele? Por quê?

Por que ferimos com o que temos medo de ser ferido?

Entenda aqui uma reflexão sobre o “padrão de beleza”.

E saiba quem criou e se utiliza dessa máxima.

A grande minoria

É comum de se notar, algo interessante.

A uma frase que diz: “o certo é julgado pela maioria”.

Mas quem diz baseia-se no fato de que “se a maioria está fazendo, então é o certo”.

Porém, isso só mostra que poucos sabem do efeito boiada.

Que são a minoria que dita as regras a uma maioria fracassada é manipulada.

A beleza capital

Os estereótipos estão por toda parte.

Parece que para fazer parte de qualquer coisa, é necessário dinheiro.

Já percebeu isso?

Repare nas pessoas que andam de skate, curte um rock, ou vão à igreja.

Eles por influência do capitalismo ou algo assim, compram roupas para se parecerem mais com o grupo.

Sendo às vezes desnecessário a aquisição para partilhar das convenções.

Ilustrando melhor. 

Um ouvinte de música rock, apaixonado pelas batidas envolventes e ritmadas do estilo.

Ao ir se arrumar para ir a um show, qual a cor de roupa ele vai?

Por que deve ser essa cor? Ajuda na audição?

Da mesma forma que Skatistas não precisam usar blusas ou bermudas longas para praticar o esporte.

Mas usam, compram e se enquadram.

Levantando questões

Outro fato a se mencionar é a cultura estereotipada de que homossexuais tem um único jeito de expressão.

Por que as pessoas olham e afirmam com certeza: “esse é um homossexual”.

  • Quais são os critérios?

  • Deveria ter?

  • Quem os criou?

  • Para ser, preciso me enquadrar?

Trabalharemos esse assunto em uma outra abordagem.

E a beleza?

  • Quais são os critérios?

  • Deveria ter?

  • Quem cria esses critérios?

  • Preciso segui-los para ser um como eles?

Vemos por aí, um padrão de beleza imposto pela sociedade.

Mas, se hoje você conversar com as pessoas, ou fazer mesmo várias pesquisas científicas.

Reparará que as pessoas não têm o mesmo padrão.

Elas gostam de pessoas diferentes, de jeitos de caráter diferente e que nada em muitos casos tem a ver com um padrão imposto por eles à sociedade.

E esse gosto sempre variou de tempos em tempos.

De lugar para lugar. 

De pessoa para pessoa.

Acusam a sociedade de algo que ela nem mesmo tem ciência da profundidade.

Todos conhecem o dito padrão, mas a maioria questiona e culpa a sociedade. 

Quem é essa comunidade que criou um padrão de beleza? Se a mesma não se reconhece? 

Seria a sociedade que conhecemos ou  algo mais secreto e escuro?

É algo a se pensar.

A verdade é algo bem mais profundo e menor… 

“Siga a receita minha filha”

Quais são esses critérios que hoje vemos da beleza?

Antes de entrarmos nesse mérito é necessário admitir.

Naturalmente temos aspectos que nos atraem.

Principalmente os homens que são seres visuais.

Mas isso não tem quê nada haver com beleza.

Não sugere algo específico, como gorda ou magra, nariz fino ou avantajado, ou loira, ruiva, cabelos cacheados ou lisos.

O peso ideal

Um dos “critérios” mais conhecidos.

Não é atoa que há inúmeras “soluções’’ sendo oferecidas.

Acontece, que em tempos monarcas, reis e rainhas ditavam padrões para a sociedade.

E se a rainha era gorda, gordura era o padrão de beleza.

Se fosse magra, esse era o padrão de beleza.

Historicamente mulheres cheias tinham mais possibilidade de serem ricas, e bem de vida.

Assim sendo mais desejadas.

Como reagir diante da gordura? Sobre a obesidade?

Saúde é saúde

Deve-se buscar ter saúde e contentamento pessoal.

Gordura, peso extra, não tem que haver com beleza.

Porém, se isso te incomoda de forma única e pessoal; detenha um pouco de atenção a essa questão.

Em outras demais situações…

Emagreça só por saúde, e por maior longevidade. 

Nariz de pinóquio 

Mulheres e homens que vivem no continente africano, na palestina têm a tendência de ter narizes avantajados.

Por seu árido clima, foi necessária essa modificação plástica.

Mas isso de forma alguma dita que elas eram mais desejadas.

Apenas diz que a mesma era sobrevivente.

Nariz afilado também não condiz com nenhum sentimento de querer ou desejo.

Era mais comum entre os europeus.

E como é de se esperar…

Muitas vezes eram desejadas apenas interesses financeiros e não porque seu nariz era fino.

Sapatão!!!

No Japão existia cultura do pé de lótus.

Era um padrão da época de dizia que quando menor o pé.

Mais desejada e bonita era a mulher.

Mulheres recorreram a sapatos apertados para se encaixar nesse padrão.

Muitas sofreram para se encaixar nesse padrão, será que esse padrão ( de pessoas sofrendo) não está se repetindo?

E é óbvio que existem outros pormenores como:

  • Cabelo;

  • Olho;

  • Músculo;

  • Peito e Bunda…

Porém, deveria ter um padrão? De forma alguma.

Ou mesmo que tivesse padrão; não é de obrigação nossa repeti-lo.

De onde pode ter vindo esse padrão?

Padrão da mídia

Quem criou?

Repare seus influencers.

Como parece que eles te defendem, dizendo que devemos ser o que: “nascemos para ser’’.

“Não devemos seguir a beleza da “sociedade’’ e etc.”

O fato é que esses mesmos influencers estão no pressuposto padrão de beleza e te aconselha não segui-lo.

Estranho né?!

Eles julgam um padrão que eles mesmos seguem.

Ao contrário da citação que diz que maioria domina.

O fato é que a minoria domina sobre a maioria e os manipula para serem um leva e traz de ideias.

Uma pequena parte da sociedade, seus influencers, são os que ditam as regras que você segue.

E quando digo influencers, me refiro a toda forma de mídia e empreendimentos.

Pois uma coisa que movimenta pessoas e dinheiro, é tocar no lado sentimental e no status nossos.

Somos influenciados.

Somos influenciáveis, e devemos ficar atentos a quem contemplamos.

Ditam essas regras e simplesmente fingem que nada sabem.

É triste ver a hipocrisia.

E é triste saber que a minoria governa sobre a massa.

Beleza não é algo mais do que abstrato.

Cada um tem sua definição de função e de escolha.

Mas eu creio em um padrão universal, o melhor para você.

Veja-o agora!

Sorriso: um padrão de beleza

Como um presente por ter lido até aqui vou te presentear com conselho divino.

“Um coração alegre, aformoseia o rosto”. Provérbios 15:13

Mais importante do que qualquer situação de sua aparência…

É o que você transparece.

Transparecer: deixar em evidência algo que está dentro de você.

Seja alegre. Seja feliz. 

O resto passa e acaba.

Mas me conta, o que você pensa sobre um padrão de beleza?

Você vive ou vivia em busca desse status?

Compartilhe esse artigo para seus amigos, e seguidores das redes.

 

2 comentários

Deixe uma pergunta sincera...

%d blogueiros gostam disto: