Pano de fundo: descubra o irrevelado

Pano de fundo: descubra o irrevelado

 

 

Pano de fundo, o que é? Como descobrir as verdades por trás das coisas?

Na surdina

Você sabe?

Onde os olhos não encontram admiração?

Onde os ouvidos não apreciam?

Onde a mente não compreende a harmonia?

E nesse lugar onde as coisas realmente acontecem.

Os resultados nos atraem, mas será que é neles que devemos estar focados e dedicar a nossa atenção?

“Só quem sabe apreciar o crescimento de uma árvore, planta uma.”

Mude sua vida, seu jeito de viver descobrindo a resposta.

Os frutos são mais importantes que o…

Princípio de tudo

Nos Background, o pano de fundo da vida é onde tudo acontece.

Isso na vida, na matemática, nos trabalhos e até na física.

 No pano de fundo das luzes brilhantes que nos enchem os olhos e nos maravilham.

Existem inúmeras explosões e raios que nos vêm em alta velocidade oscilando.

Elétrons que saltam da sua camada de valência, que se torna um espetáculo.

No pano de fundo do artista, na cena de emoção e de tristeza que ele mesmo faz.

Está o seu choro pelo sofrimento que o fez passar por todas as vezes que errou.

No pano de fundo do céu estrelado existem chamas, explosões, buracos, desgastes. 

Nos inclinamos e somos entusiasmados a olhar o resultado em vez da trajetória.

Há algo de errado nisso?

Com certeza não.

O problema deve ser quando não reconhecemos o passado e atribuímos tudo ao mero acaso ou como chamamos comumente a sorte.

Olhar e admirar o resultado é algo benéfico, tanto para o observador quanto para o observado.

Pois, o destino de toda obra é o objetivo.

Mas quem deseja ser igual ou ter um resultado parecido deve estar mais atento ao pano de fundo do que a vanguarda das coisas.

Como ter prazer em caminhar?

Caminhando…

O pano de fundo é importante, pois nos permite o prazer ao executar.

Observe os atletas.

Se eles não houvessem se dedicado (diferente de se esforçar).

 Eles não teriam tanto prazer ao olhar que os demais. 

Que se esforçaram e obtiveram o mesmo resultado.

Pois, quando nos dedicamos, desejamos algo e nos rendemos às tarefas e obrigações diárias.

Quando este resultado chega e olhamos para trás, é gratificante. 

Não se olha para trás com dor, nem com pesar.

Porque a dor e o pesar que foram carregados no passado, não são sentidos no presente.

  • Você sente a dor de ter carregado algo pesado, uma cama, um armário, ou um saco de cimento?

  • Você sente a dor de ter machucado o seu dedão jogando futebol, ou dor de cabeça de semana passadas? Não.

Por que nossa dor é momentânea

Porém, o prazer de saber que aquilo se transformou em algo que também não é eterno, mas deixa marcas mais profundas que as tristezas.

Pois, deve ser sempre assim.

A alegria de tudo que você fizer deve ser maior que o peso da dedicação.

Se essa balança não for assim, não valerá a pena nenhuma, passar por essa situação.

O trajeto deve ser gostoso, prazeroso, e é óbvio que será trabalhoso.

Ninguém vai querer ir para Itália que é linda…

Se souber que vai viajar 10 horas em pé no avião que balança muito e fede bastante.

No background para o observador é onde se encontra a boa inspiração.

Não se trata de nada abstrato ou sentimento, mas se trata de uma decisão de querer seguir.

Só olhar os resultados nos anestesia nos pensamentos, nos desejos e nos sonhos.

Quando sonhamos devemos olhar, abrir os olhos para realidade e decidir se ainda queremos.

Então se dizermos sim, assumimos a responsabilidade para que aquilo aconteça.

Por trás de toda iniciativa cabe algo. Uma pessoa.

E toda pessoa, decide, vive apoiando e apoiando ideias.

“As coisas visíveis são controladas por coisas invisíveis’’.

Continuem aprendendo se aprendeu a nadar nos lençóis do cenário escondido.

Nadando em lençóis…

No pano de fundo, de toda manifestação há uma ideia.

Todo movimento leva com sigo uma ideia, um pressuposto, do qual vive.

Do qual depende, do qual se guia.

Por trás de toda ideia há alguém.

E na maioria das vezes.

Não sabemos o que ele quer com ela.

No pano de fundo há.

Empresas que só buscam lucrar que se disfarçam com a mensagem de trazerem um bem comum.

Entretanto, o que querem são valores financeiros maiores.

Por trás dessas ideias, há uma pessoa.

Por trás dos governos há interesses.

Semelhantes, ou piores que poderes corporativos. 

Parecem defender o povo amedrontado, manipulado, por mídias que induzem o pensar.

Governos que fazem justamente o que eles ensinaram às pessoas: “Cada um cuidando da sua vida”.

E é isso que eles fazem.

As pessoas passam fome e eles podres de ricos, insatisfeitos, alegres muitas vezes, mas com fim a qualquer  momento, sem paz, sem luz.

Presidentes, ditadores, prefeitos e governadores, todos eles estão em uma defesa de algo. De suas vidas e luxos.

E por trás de tudo?

Há uma ideia; há uma pessoa.

Por trás de todas as formas de governos, por todas as empresas.

Sociedades que manipulam, que distorcem.

Proclama em alta vozes: “não leiam e analisem’’

Pois, só lendo e analisando é que temos chances de ser livres.

É lendo que se decide, não revolta, não há revolução.

Mas agindo por toda decisão deve ser uma ação devida.

E mal eles sabem, que esses membros de sociedade estão sendo mais manipulados do que manipulando.

Manipulados por uma ideia, um desejo e uma pessoa.

Dependendo da cosmovisão há vários poderes.

Entenda-os agora…

Mergulhando nas ideias

Sociedades como tudo que há;

Estão em conflito cósmico, gigantes, maiores que o sol e as galáxias.

Conflitos esses que transcorrem séculos e gerações um conflito entre o bem e o mal.

Onde toda ação é uma decisão de onde estamos, de qual lado permanecemos ou mudamos.

A diferença é que um lado te deixa livre para escolher e outro quer te prender com ele para ser derrotado junto a ele.

O próprio pai das trevas está fadado ao fracasso.

Sabe persuadir a pessoa para ir ao fracasso com ele.

Leia, analise o lado que você está indo.

E não se trata apenas de saber se seus caminhos estão sendo fáceis ou difíceis.

Pois o arqui-inimigo pode fazer o caminho ser difícil para te enganar pensando que está no caminho da luz.

Estudo, leia, analise sua vida.

Observe o pano de fundo e os interesses sociais, parece que tudo caminha para tudo que os livros sacros dizem.

Ou pode ser só coincidência?

Talvez, mas cabe a cada um de nós decidir.

Eu decidi vi..r!

Não há como ficar no meio do muro, pois o muro tem dono, e esse dono está perdido.

Atrás de tudo há uma ideia. Há uma pessoa.

 

Descubra a ideia, e descobrirá seu ator.

2 comentários

Deixe uma pergunta sincera...

%d blogueiros gostam disto: